Oração - dom que muitas vezes não é bem compreendido!

img
03 de Julho de 2017

Oração - dom que muitas vezes não é bem compreendido!

 Oração é algo que com certeza todos já fizeram, de formas diversas, mas não há quem diga: eu nunca rezei, nunca fiz uma oração! 

Orar é colocar-se em íntima união com o Pai, por Cristo, unidos no Espírito Santo. Nossas orações sempre são trinitárias, pois é impossível estarmos unidos com o Pai sem estarmos unidos com o Filho e o Espírito Santo. Impossível estarmos unidos ao Espírito Santo sem estarmos unidos com o Pai e o Filho.
O fato é que a oração surge sempre diante de uma necessidade, mas o importante é termos consciência de que essa necessidade, a qual nos impulsiona à oração, nem sempre terá como objetivo a petição. A necessidade da oração pode nascer de diversos motivos que se “movimentam” em nosso coração e na nossa mente. Há momentos em que temos a necessidade de agradecer. A oração que brota da gratidão vem da necessidade de render à Trindade Santa os louvores pelas dádivas alcançadas ou simplesmente pelo reconhecimento da bondade divina presente em nossa vida.
Cada ser humano é, no entanto “pobre suplicante” das graças do Senhor, temos necessidade de pedir. Diante dos limites humanos, o nosso coração tem a necessidade de um auxílio Divino. Sozinhos nosso peregrinar torna-se muito difícil, e faz-se necessário a presença do Auxílio Divino que nos ajude a carregar o pesado fardo de nossas limitações humanas.
Na oração, “mergulhamos” nossa humanidade na imensidão da Misericórdia de Deus e entramos em um nível de intimidade onde nos abrimos ao exercício de falar e ouvir. Falar pela oração e ouvir primeiramente no coração, identificando respostas de Deus no dia a dia e muitas vezes através dos que nos rodeiam e fazem parte ou não de nossa vida.
Diante do incompreensível da vida, a luz do Amor Divino ilumina as trevas da incompreensão; então, somos guiados pelo caminho da paz. A ponte entre nossa condição humana e a ternura Divina chama-se oração. O que nos liga a Deus é o desejo sincero de, mesmo não sabendo orar, colocarmo-nos diante de Sua presença. O medo é deixado de lado quando o amor de Cristo nos abraça. A paz é reconquistada quando o Espírito Santo afasta as tempestades da alma. A segurança espiritual volta ao coração quando o amor de Deus que é Pai tem livre acesso à nossa alma. 
No encontro com a Trindade, encontramo-nos com nosso desejo mais profundo: sermos amados na gratuidade. Eis como compreender a oração: deixando-se amar e cuidar por Deus! Coragem, ore entendendo o que faz e sinta o que Deus realizará!
 
 
Texto elaborado por Ana Maria (Co Fundadora da Comunidade Rainha dos Anjos).